Amor à escola

O tempo esgueira-se e voa e, sem nos apercebermos, estamos a escassos dias do final do ano letivo. São muitos e diversos os motivos que alimentam o sentimento de pertença e esperamos que ao longo de todo este tempo tenha sido possível acrescentar e aprofundar o vosso Amor à escola.

A perfeição nunca se alcança, mas persegue-se, e confiamos que nas nossas escolas não se cresce nem se caminha sozinho. Há sempre um olhar que nos ajuda. É essa, por exemplo, a magia da educadora de infância ou do professor do 1º ciclo: criar o vínculo do amor à escola. Quando isso acontece, nunca mais nos esquecemos deles.

No dealbar de mais um ano de inusitadas adversidades, tentámos que a escola continuasse a ser sinónimo de abertura ao mundo, na riqueza dos seus múltiplos aspetos e das suas dimensões, para assim aplicarmos o maior segredo: despertar a curiosidade pela aprendizagem e pelo saber! Competência que perdurará ao longo da vida. Tentámos que a escola continuasse a ser um espaço privilegiado de partilha. Um lugar vibrante e desafiante. Um lugar de encontro de um caminho mais longo, onde se encontram os amigos, os professores, os educadores, o pessoal assistente. Um lugar onde os pais encontram os professores. E hoje, mais do que nunca, precisamos deste ambiente de proximidade para nos conhecermos e caminharmos lado a lado. E isto é fundamental, precisamente nas idades mais precoces, como um complemento à família ou a quem cuida de nós. Na escola, encontramos pessoas diferentes, de idades diversas, de culturas distantes, de origens geográficas dispersas, com capacidade e qualidades distintas. A família e a escola são complementares e, por conseguinte, é essencial que colaborem em recíproco respeito. Por último, tentámos igualmente que a escola fosse o melhor local para o desenvolvimento do sentido da verdade, do sentido do bem e do sentido do belo, três dimensões interligadas que compõem o currículo e que, juntas, estimulam a cognição, a consciência, as emoções, o corpo, o sentido estético e ético, as artes e a cultura. Uma educação verdadeiramente boa e bela funde, não compartimenta. Faz crescer e amar a vida, mesmo no meio dos problemas. Vale a pena pensar nisto!

Depois do cair do pano das atividades letivas, outro determinante período se inicia para muitos dos nossos alunos: a época de Exames. É certo que o sucesso é difícil e, em parte, sinónimo de esforço e dedicação individual. O importante é não ter medo e sonhar, nunca perdendo o amor pelo conhecimento e pelo saber.

Muitas vezes falta-nos tempo e disponibilidade para uma escuta em profundidade, contudo são muitas as vozes e as mãos que compõem esta nossa rede de apoio e colaboram na construção da Escola que temos e refletem sobre aquela que ambicionamos ter. A todos vós, professores, pais, assistentes, crianças, alunos, formandos, agradecemos a energia, a dedicação e o trabalho desenvolvido neste ano letivo prestes a terminar!

O Diretor